NÃO, não me afastem da minha mãe!

O mundo deve estar doido. Só assim para as pessoas verem esse vídeo e achar lindo.

É lindo o desespero de um recém-nascido ao ser afastado da sua mãe?
É lindo afastar a criança que acabou de sair do conforto do útero e está enfrentando um mundo cheio de luzes, cores, barulhos de seu único porto seguro?
É lindo pegar o bebê que acabou de nascer e que precisa do conforto e carinho da mãe e pingar colírio, dar injeção, medir, pesar, lavar, limpar e embrulhar para só depois ele ter o contato com a mãe? Esses cuidados são mesmo urgentes (e muitas vezes, necessários)?

Mais do que um choro de amor, é um choro de desespero pela sobrevivência. É um choro de medo, pavor. Um choro que pede colo, carinho e peito.

E o mais sofrido é que as pessoas não se dão conta disso. Acham lindo o bebê, pequeno, indefeso, chorar porque não quer ser afastado de sua proteção: sua mãe.

Não, não é lindo. É triste. Triste de doer. Eu assisti e chorei junto com o bebê, solidária à dor dele.

Está faltando muito a gente aprender, de verdade, a se colocar no lugar dos outros. Precisamos começar a ver o mundo também com o ponto de vista dos outros, para compreendê-los melhor.

Anúncios

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s