A maternidade: o que ninguém te conta.

Se tem uma coisa que fez as mudanças mais profundas no meu ser foi a maternidade. Mais do que a morte do meu pai, dificuldades enfrentadas, decepções, alegrias, batalhas perdidas e ganhas. Tudo ficou no chinelo. Ser mãe me mudou, transformou minha alma.

E foi então que eu descobri a coragem dentro de mim. E uma fé inabalável, que diz que tudo vai dar certo. Larguei um emprego estável e agora,larguei minha carreira. Superei, na medida do possível a violência obstétrica (falo disso em outra oportunidade). Apenas para ficar com meu filho. Estou me jogando em uma profissão nova, tudo novo, especialmente porque nesse novo trabalho eu posso priorizar o meu pequeno. E não vou precisar fazer tudo de novo, se fizer uma nova encomenda para a cegonha.

Ninguém conta para a gente que nunca mais seremos apenas uma. Que sempre vai bater um coração fora do nosso peito. E que vamos sentir dor sempre que essa pessoinha sentir, seja um tombo ou algo mais grave.

Ninguém conta que não vamos mais dormir. Só falam: durma muito! É por isso, acredite, depois de ser mãe, dormir é um luxo. É para os fracos (risos). É estar sempre cansada. Eu acordo, toda santa noite quase de hora em hora. E eu filho já tem um ano. E parece que todas as mães de todos os outros bebês dormem a noite inteira. Saiba, não é bem assim. Não vai ser bem assim. Prepare-se.

Ninguém conta que o seu parceiro (se você tiver, claro) precisa ser 1000. Da mesma forma que eles podem ajudar, também podem complicar tudo, e na mesma medida. Eu, honestamente, não sei como faria sem meu marido. Ele é meu braço direito e meus pés. Eu, já que sou canhota, fico só com a mão esquerda. Sem ele pra me render quando o cansaço bate, já teria ficado doida. Sem ele para me ajudar em casa, com tudo, me compreender e me apoiar nesse momento de tantas mudanças, a coisa ficaria muito, muito mais difícil. Como pai e como marido, ele é parte essencial de nossas vidas, minha e do Enzo. Sem ele tudo ficaria sem graça, vazio.

Ninguém conta que você vai sofrer cada vez que assistir ao jornal. Ou a novela. Eu mesma não vejo essa novela nova (Amor à vida), só o primeiro capítulo me ofendeu de formas que não consigo descrever. Desde os partos problemáticos até a parte em que o bebê fica na lixeira. Acho que esse tipo de coisa não deve ter ibope, não me importa se é ficção. Muitas vezes incentiva a realidade.

Ninguém conta o desespero que dá quando o filhote fica doente. Ou quando ele começa a chorar por causa da vacina. Ou quanto tem que ser internado por algum motivo.

Ninguém conta que o seu corpo não vai ficar lindo em uma semana como o das estrelas. Ele vai demorar pelo menos, uns 2 ou 3 meses para voltar ao normal. Que o bico do seu seio pode rachar e como isso é dolorido, que começar a amamentar pode doer um tanto.

Mas as pessoas não fazem isso por mal, pode ter certeza. É que as alegrias são muito, muito maiores. E recompensadoras. Não tem como contar a alegria que é quando o bebê começa a rolar, a sorrir, a pegar os brinquedos, a engatinhar, a andar. E de como você fica inundada de amor no momento de amamentar. E como você vai entender muito melhor sua mãe, sua sogra, algumas amigas. A felicidade que dá quando falam que o seu filho é lindo, quando tratam ele com amor, qual tiram risadas dele. Não dá para contar como você vai conseguir ficar horas, ali do lado, só olhando o seu filhote dormir, tão lindo, e como apenas isso vai te fazer tão feliz e ter certeza de que tudo, tudo o que ninguém te cointou vale a pena.

Ninguém me contou (e acho que nem imaginavam) como ser mãe me mudaria, como transformaria minha vida. Por isso, não tenho como ser mais grata ao meu marido e, especialmente, ao meu filho.

 

Anúncios

6 pensamentos sobre “A maternidade: o que ninguém te conta.

  1. tati, Voce e o enzo e que sao a minha vida, tudo que eu tenho feito faco com o maior prazer e tudo que ja fiz nao e nem metade do que eu seria capaz de fazer. Se voce pode imaginar um porto seguro imagine o nosso lar. te amo muito minhas vidas um beijo ro

Comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s